CE

Conselho Europeu

CE - Conselho Europeu

O Continente Europeu e as Crises de Refugiados – Adoção de Políticas Migratórias

Nos últimos meses, a crise migratória no Mediterrâneo tomou grande espaço em noticiários e discussões mundiais devido a sua delicadeza e urgência. Dada a situação de guerras, pobreza, perseguição e instabilidade política que vivenciam, milhares de refugiados buscam melhores condições de vida na Europa Ocidental, sobretudo devido a proximidade desta a seus países de origem.

Tal contexto desperta diversas reações por partes das nações da União Europeia. Algumas, devido a pressões populares xenófobas e seu modelo de governo, tomam medidas rigorosas e, muitas vezes, agressivas. Outras se destacam por sua face humanitária ao se solidarizarem com os migrantes, tendo em vista as condições às quais estão expostos ao tentar chegar ao território europeu, na maioria das vezes deixando seus bens e membros familiares para trás e arriscando-se em perigosas travessias.

Tendo em vista as divergentes reações, é imprescindível que os países-membros da União Europeia se reúnam visando a discussão de políticas migratórias. Para isso, devem ter em mente que a União é aquela que mais dá amparo em questões humanitárias e bem como a principal contribuinte às agências da ONU envolvidas em causas desse caráter. Diante deste quadro, espera-se que os Estados compreendam que seu trabalho em conjunto é essencial para que seja possível solucionar a crise humanitária advinda com a maior onda migratória enfrentada pela Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

Diretores

Mariana Braga

Olá, futuros delegados! Meu nome é Mariana, tenho 21 anos e estou no último ano do curso de Relações Internacionais. Essa será minha segunda vez como diretora no MIRIN e no Conselho Europeu, e estou especialmente animada para esse ano porque tenho grande interesse nos temas de migração, refúgio e direitos humanos, sendo, inclusive, minha área de pesquisa. Não vejo a hora de conhecê-los e aprender com vocês nesse comitê maravilhoso. Até lá!

Caroline Cardoso

Olá queridxs delegadxs, sou Caroline Quintanilha, tenho 21 anos e estou no sétimo período de Relações Internacionais na PUC-Rio. Niteroiense, amante de esportes, sobretudo futebol americano, vascaína e com doutorado em séries. Comecei a participar de simulações no XII MIRIN como diretora acadêmica do Conselho Europeu depois de muitas recomendações de amigos que participaram do modelo. Minha experiência foi incrível tratando sobre a atuação do bloco frente às tensões e crises no Leste Europeu. Meu profundo interesse acerca dos processos de integração regional fez com que eu escolhesse o Conselho Europeu, que compõe a União Européia. Assim, foi impossível deixar de participar novamente e escolher algum outro comitê. Tenho certeza que o XIII MIRIN será fantástico e que vocês se encantarão pelo Conselho Europeu tanto quanto eu. Então, alguma questão ou moção em pauta? Até agosto!

Alessandra Becker

Caros Srs. Delegados,

Meu nome é Alessandra Becker Rieper, tenho 20 anos e estudo Relações Internacionais na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e Ciências Econômicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Em 2014, fui diretora do comitê da União Africana do XI MIRIN, mas minha experiência com simulações diplomáticas vem desde meu primeiro contato com modelos – ainda enquanto delegada – em 2010. Hoje, sou diretora do Conselho Europeu (CE), o qual, este ano, terá como foco a crise migratória europeia e a questão dos refugiados. Sinto-me gratificada por estar participando mais uma vez do MIRIN e lhes adianto que espero uma discussão dinâmica e frutífera! A equipe do CE não tem medido esforços para desenvolver um guia de estudos de alta qualidade. Esperamos que, com base nele e em pesquisas pessoais, os senhores sejam capazes de contribuir para o debate e discutir soluções para as fricções existentes. Sendo assim, desde já lhes dou as boas-vindas. Mãos à obra!

Clara Giffoni

Olá, Senhores Delegados! Bem vindos a um dos melhores modelos de relações internacionais!! Sou Clara Giffoni, 18 anos (até o quarto dia de MIRIN!), aluna do primeiro período de Relações Internacionais, estreando como diretora neste XIII MIRIN, após participações anteriores como Delegada. Foi este Modelo que fez com que me apaixonasse por simulações e escolhesse o meu curso.  É uma grande realização atuar nesse cenário, compartilhar visões e  explorar perspectivas globais! Espero que a simulação amplie nossos horizontes. Nos vemos em agosto!